Trabalhar ou fazer arte? Tudo depende da nossa proposta

Publicado por Mauro da Rocha em 28/07/2015 às 15h29

“A arte é o pensamento aplicado à produção e à capacidade de produzir”.

Podemos trabalhar ou fazer arte, tudo dependendo da nossa proposta, absorção/atenção, desprendimento das coisas e foco no que estamos produzindo.

Fazer arte sugere vontade de fazer, produzindo e avaliando o que está sendo feito. O produto ou o serviço gerado passa a ser algo nosso, vinculado a nossa capacidade, ao que realmente somos.

Na arte encontramos a beleza, o requinte, o agradável, o toque sutil que revela a nossa marca.

Por um momento penso que “o existir” passa pelo processo do produzir, a começar pela capacidade de pensar e sentir.

Quando alguém produz sem pensar, não consegue sentir, não consegue alcançar a arte, somente trabalho.

Penso que os apaixonados, indistintamente, são artistas maravilhosos quando pensam e sentem, antes mesmo de alcançar os objetivos de suas paixões. Tornam-se competentes, maravilhosos e atraentes.

Talvez uma boa pergunta que podemos nos fazer todos os dias seja “O que estamos tentando produzir?”, indiferente do que possamos estar fazendo numa linha de produção, escrevendo um texto, limpando o piso ou atendendo um cliente.

Fazer mais de uma vez a mesma coisa pode custar à maioria, o deixar de fazer “arte” e, simplesmente trabalhar, de corpo presente e de mente ausente. Mas a vida passa rápido, deixando o tempo ainda mais valioso a cada aniversário que comemoramos.

 

Enviar comentário

voltar para Artigos

left show center tsN fsN normalcase fwB|left fwR tsN|left show tsN bsd uppercase b04s fwB|bnull||image-wrap|news uppercase|fsN fwR normalcase tsN sbss|c05|news login fwR normalcase c05|tsN fwR normalcase sbww|signup normalcase fwR c05 b05s bsd|content-inner sbww sbss|left show center tsN fsN normalcase fwB|news fl uppercase tsY fwB