Contato

Tem como propósito principal direcionar o aperfeiçoamento de seus colaboradores às expectativas do cliente, seja nos produtos ou serviços ofertados, transformando a Gestão de Pessoas/ RH em estratégia de resultados.

Vantagens:

 

• Transforma o gerente em treinador, que avalia e orienta a equipe para a busca de resultados.

• O colaborador é informado de seus atendimentos internos e externos, "onde está" e "onde deverá estar" para que a empresa garanta o atendimento ao mercado e cumprimento de sua missão.

• A transparência nas oportunidades e critérios internos de ascensão, delega ao colaborador a responsabilidade sobre sua carreira.

• Os resultados individuais são avaliados, bem como a contribuição no coletivo, dando ênfase ao trabalho em equipe.

• Investimentos em treinamento e desenvolvimento, orientados às reais necessidades da companhia.

• Estímulo ao autodesenvolvimento.

DETALHAMENTO DAS ETAPAS

1. SEMINÁRIO DE APRESENTAÇÃO

É o marco inicial do lançamento do programa, com apresentação de conceitos e das fases de implantação às lideranças da empresa.

2. MAPEAMENTO DAS CARREIRAS

A organização é estudada em cada uma de suas gerências, cargos existentes e cargos necessários, a forma que o trabalho é realizado e a multifuncionalidade.

3. DOCUMENTAÇÃO/ DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES/DETERMINAÇÃO DE PESOS

São sintetizadas as descrições das atividades, buscando maior abrangência de atuação dos profissionais. Avaliam-se todas as atividades objetivando a determinação de pesos e complexidade.

4. IDENTIFICAÇÃO DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS ORGANIZACIONAIS

O perfil de competências da empresa é levantado a partir dos conhecimentos do corpo gerencial quanto ao negócio e mercado que está contido.

5. LEVANTAMENTO DOS CONHECIMENTOS INDIVIDUAIS

Saber aonde estamos é tão importante quanto saber onde queremos chegar. Sendo assim, o inventário do conhecimento individual (cursos realizados, experiências anteriores, etc...) deve ser realizado, buscando a atualização de dados que possibilitarão mensurar a intensidade que cada colaborador atende aos pré-requisitos de sua carreira.

6. AVALIAÇÃO DAS CARREIRAS

Nesta etapa são analisadas as documentações de cargos, em suas complexidades, buscando-se o alinhamento entre os segmentos/trilhas de carreira, dos menos aos mais complexos, permitindo-se observar as várias possibilidades de ascensão profissional existentes na empresa.

7. AVALIAÇÃO DAS HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

Nesta fase acontece o desenvolvimento dos avaliadores buscando o entendimento dos conceitos aplicados. O programa de desenvolvimento compreenderá a uniformização do entendimento teórico e a aplicação de exercícios práticos (simulações) de avaliações de uma amostra do contingente de cada equipe/setor.

8. DETERMINAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA

Cada carreira profissional será analisada sendo estabelecidos degraus para a ascensão individual (exemplo: júnior, pleno e sênior ou I, II e III)

9. ESTRUTURA SALARIAL

Faz-se uma análise das informações salariais do mercado onde a organização está inserida e elabora-se uma Estrutura Salarial.

10. ENQUADRAMENTO DOS PROFISSIONAIS NO PLANO DE CARREIRA

Os profissionais serão enquadrados nos novos níveis, conforme análise das lideranças/ gerências, observando os pré-requisitos e salários praticados, bem como, a disponibilidade do quadro de lotação, mediante aprovação final da diretoria.

Os resultados são analisados por equipe/setor/gerência e empresa, estabelecendo-se  regras a serem aplicadas, orientando o enquadramento nas carreiras, possibilitando o retorno individual aos integrantes das equipes, quanto ao posicionamento no plano.

11. POLÍTICA SALARIAL/NORMATIZAÇÃO

Elaboramos a política que define os critérios e procedimentos de administração da gestão de cargos e salários, como: critérios de promoção, transferências, méritos, etc.